Ácido Ursólico Associado com Aumento da Força e Massa Muscular

por Luiz Moreira / 5 Fevereiro 2019 / Estudo Científico
O exercício de resistência regular é uma estratégia excelente que melhora a capacidade física, incluindo força muscular e hipertrofia.

No entanto, o dano crônico do músculo esquelético induzido pelo exercício de resistência contribui para o desencadeamento da disfunção do músculo esquelético através do aumento dos marcadores de seus danos.

Intervenções que reduzem estes marcadores auxiliam na atenuação do dano ao músculo esquelético, aumento da função física e manutenção do metabolismo anabólico intracelular para o processo de adaptação ao treinamento.

Ácido Ursólico

Ácido carboxílico triterpenoide pentacíclico encontrado em diversas plantas, vegetais e ervas. Ele possui algumas caracteristicas como: Antioxidante, Anti-inflamatório e Anti-hiperlipidêmico.

De acordo com estudos recentes, o ácido ursólico tem demonstrado:
  1. Aumentar a massa muscular esquelética;
  2. Ativar a termogênese através do aumento da função da gordura marrom;
  3. Ativar a síntese proteica via estimulo da sinalização de mTOR;
  4. Elevar os níveis séricos de irisina, que auxilia no aumento da força muscular.

Referência
Katashima CK1, Silva VR1, Gomes TL2, Pichard C3, Pimentel GD2. Ursolic acid and mechanisms of actions on adipose and muscle tissue: a systematic review. Obes Rev. 2017 Mar 23. doi: 10.1111/obr.12523. [Epub ahead of print]
Bang HS, Seo DY, Chung YM et al. Ursolic acid-induced elevation of serum irisin augments muscle strength during resistance training in men. Korean J Physiol Pharmacol. 2014; 18: 441–446.
Bang HS1, Seo DY2, Chung YM3, Kim DH4, Lee SJ1, Lee SR2, Kwak HB5, Kim TN2, Kim M2, Oh KM6, Son YJ7, Kim S8, Han J2. Ursolic acid supplementation decreases markers of skeletal muscle damage during resistance training in resistance-trained men: a pilot study. Korean J Physiol Pharmacol. 2017 Nov;21(6):651-656. doi: 10.4196/kjpp.2017.21.6.651. Epub 2017 Oct 30.


Estudo Comprova
Ácido Ursólico Reduz os Marcadores de Dano Muscular

Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do ácido ursólico nos marcadores de dano esquelético induzidos pelo exercício em homens. 

Desta forma, 16 participantes saudáveis foram randomizados para receberem durante 8 semanas:

Grupo 1 
Treino de Resistência
+
Ácido Ursólico 
150 mg 3 vezes ao dia

Grupo 2 
Treino de Resistência

Resultados:

  • Os indivíduos que participaram apenas do treino de resistência não mostraram alterações na composição corporal e marcadores de dano do músculo esquelético;
  • Os voluntários do Grupo 1 mostraram uma leve diminuição do peso corporal e porcentagem de massa gorda, além de um leve aumento de massa corporal magra, mas sem significância estatística;
  • Além disso, a suplementação de ácido ursólico diminuiu significativamente os níveis de Peptídeo Natriurético Tipo B (BNP), Creatina Quinase (CK), Creatina Quinase Banda Miocárdica e Lactato Desidrogenase.

Variáveis     Grupo 1                                                         Grupo 2
                    Início                          Após 8 Semanas  Início                     Após 8 Semanas
BNP (pg/mL)     1,94 ± 0,24                  1,04 ± 0,19                 1,31 ± 0,29             1,56 ± 0,13
CK (U/L)             811,25 ± 144,53  251,35 ± 88,86         614,50 ± 169,08      858,75 ± 201,38


Conclusão:

A suplementação de ácido ursólico alivia o aumento de marcadores de dano ao músculo esquelético após o treino de resistência

Referência
Bang HS1, Seo DY2, Chung YM3, Kim DH4, Lee SJ1, Lee SR2, Kwak HB5, Kim TN2, Kim M2, Oh KM6, Son YJ7, Kim S8, Han J2. Ursolic acid supplementation decreases markers of skeletal muscle damage during resistance training in resistance-trained men: a pilot study. Korean J Physiol Pharmacol. 2017 Nov;21(6):651-656. doi: 10.4196/kjpp.2017.21.6.651. Epub 2017 Oct 30.

TOP