Nova Associação de Nutracêuticos no Tratamento da Demência e Déficit Cognitivo

por HI-NUTRITION / 19 Dezembro 2018 / Estudo Científico
O aumento da expectativa de vida está associado ao envelhecimento gradual da população. Essa mudança de época cria novas necessidades decorrentes dessa nova situação. Tem sido observado que a capacidade de memória diminui com a idade e os déficits de memória são considerados um sinal de alarme porque são um sintoma precoce da Doença de Alzheimer (DA) que é um dos transtornos cognitivos mais prevalentes em idosos.
Estimativas de prevalência indicam que muitos idosos (22,2%) apresentam declínio cognitivo sem demência e que anualmente cerca de 12% deles desenvolverão demência. A comunidade científica tem que enfrentar este desafio e encontrar estratégias eficazes para prevenir ou retardar o consequente declínio cognitivo fisiológico com o objetivo de prevenir o aumento da demência.
Numerosos estudos mostraram que os compostos polifenólicos da uva (GPs) são capazes de atenuar o comprometimento cognitivo e reduzir as lesões cerebrais em modelos experimentais de animais com DA. Estes efeitos GP estão associados à melhoria do estado antioxidante do cérebro e à prevenção de danos neuronais induzidos por radicais livres. Projetamos um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado por placebo para investigar os potenciais efeitos benéficos de um Vitis vinifera-Suplemento dietético baseado na função cognitiva e no estado neuropsicológico em idosos saudáveis.

Huperzine A e Curcumina 

Huperzine A é um alcaloide sesquiterpênico, isolado da Huperzia serrata, potente e reversível inibidor da AChE (acetilcolinesterase). Promove diversos benefícios aos pacientes com a doença de Alzheimer, similares àqueles promovidos por antioxidantes como a Vitamina E.  
A curcumina inibe a agregação da proteína beta-amiloide e reduz a sua quantidade. A curcumina também altera a sinalização inflamatória e reduz a síntese de citocinas pró-inflamatórias. Além disso, há diminuição do estresse oxidativo e dos radicais livres.

Mecanismos de Ação da Huperzine A

1. Huperzine A bloqueia a enzima responsável pelo catabolismo da acetilcolina, a acetilcolinesterase (AchE) em nível cerebral, reduzindo dessa forma a perda de memória em pacientes com a doença de Alzheimer.
2. Huperzine A reduz a morte neuronal glutamato-induzida.
3. Huperzine A reduz as mudanças patológicas induzidas pelos radicais livres. Há uma melhora marcante nos níveis de radicais livres.
4. Huperzine A reduz significativamente a fragmentação da proteína beta-amiloide na sequência de 25-35, que por sua vez reduz a apoptose das células, aumentando a viabilidade celular.

Estudo comprova - Suplementação com Huperzine A Reduz os Efeitos da Demência em Indivíduos com Comprometimento Cognitivo
Tabira et al. (2018) conduziram esse estudo clínico para avaliar os efeitos da suplementação de Huperzine A em pacientes com comprometimento cognitivo associado a Doença de Alzheimer. Para isso, dezoito pacientes que apresentavam algum grau de demência e comprometimento associado à Doença de Alzheimer e demência por corpos de Lewy: Grupo Tratamento Huperzine A 150 mcg + Curcumina 180 mg 2 vezes ao dia. Todos os pacientes foram submetidos aos seguintes parâmetros: Mini-Mental State Examination (MMSE), Assessment Scale-Cognitive Subscale Japanese Version (ADAS-Jog) e Magnetic Resonance Imaging (MRI).

Resultados

• Os pacientes apresentaram melhoras significativas nas funções cognitivas após o tratamento com Huperzine A e curcumina avaliados pelos escores do ADAS-jog;
• Os escores foram significativamente melhorados entre as semanas 6 e 12 comparados com a linha base (p=0,007).
Conclusão
A suplementação com Huperzine A e Curcumina foi eficaz na melhora da cognição em pacientes com comprometimento cognitivo.

Compostos Polifenólicos, Cognição e Alzheimer

A relação entre a nutrição e o Alzheimer está hoje presente em alguns estudos in vivo de caráter original. Deste modo, substâncias como os polifenóis encontrados em alimentos como hortaliças, temperos naturais, grãos, ervas e frutas, foram avaliadas por meio de estudos experimentais como potencialmente protetoras ao Alzheimer, com base na estrutura pela qual os anéis polifenólicos ligam-se aos outros
Vários estudos têm sugerido que a administração de compostos polifenólicos encontrados em frutas e vegetais coloridos tais como a Vitis vinifera podem contribuir para melhora da cognição. Os polifenóis possuem capacidade de gerar efeitos biológicos, como por exemplo, o ‘sequestro’ de radicais de oxigênio e modulagem da eficiência de algumas enzimas, além de atuarem como agente anti-inflamatório, antialérgico e antibiótico.
Os polifenóis são atuantes nas células cerebrais, impedindo a ação dos radicais livres, promovendo-as proteção, de modo que os danos degenerativos que geralmente são causados por estresse oxidativo sejam amenizados.

Estudo comprova - Benefícios da Suplementação Adjuvante com Vitis vinifera em Pacientes com Alzheimer

Calapai et at. (2017) conduziram um estudo que teve como objetivo avaliar os efeitos da administração de Vitis vinifera na função cognitiva de pacientes idosos com Alzheimer. Para este estudo, duplo-cego e placebo controlado foi realizado em 111 pacientes e estes foram divididos em 2 grupos para receberem por 12 meses a seguinte posologia: Grupo 1 (n=57) Vitis vinifera 250 mg Dose diária e Grupo 2 (n=54) Placebo.

Resultados

Os escores do MMSE foram melhorados de maneira significativa após a suplementação em relação à linha base (p<0,0001) e ao placebo (p<0,0001);
Houve redução do Beck Depression Inventory (BDI) (-15,8%) e do Hamilton Anxiety Rating Scale (HARS) (-24,9%) em relação à linha base e ao placebo;
O Repeatable Battery for the Assessment of Neuropsychological Status (RBNS) melhorou de maneira significativa após o período suplementado em relação à linha base e ao placebo;
Em comparação com o placebo houve melhoras significativas na atenção, linguagem, memória imediata e atrasada após a suplementação;
Não foram observados efeitos adversos no decorrer do estudo. 

Conclusão
Os resultados do estudo mostraram que as 12 semanas de suplementação com Vitis vinifera melhorou o perfil cognitivo e não apresentou efeitos adversos. 

Referências Bibliográficas 

Tabira T1,2, Kawamura N2. A Study of a Supplement Containing Huperzine A and Curcumin in Dementia Patients and Individuals with Mild Cognitive Impairment. J Alzheimers Dis. 2018;63(1):75-78. doi: 10.3233/JAD-171154.
Calapai G1, Bonina F2, Bonina A3, Rizza L3, Mannucci C1, Arcoraci V4, Laganà G5, Alibrandi A6, Pollicino C1, Inferrera S5, Alecci U5. A Randomized, Double-Blinded, Clinical Trial on Effects of a Vitis vinifera Extract on Cognitive Function in Healthy Older Adults. Front Pharmacol. 2017 Oct 31;8:776. doi: 10.3389/fphar.2017.00776. eCollection 2017.
 
Receba este e outros estudos direto no seu e-mail.
Preencha o Formulário e Fique Sempre Atualizado!

Não se prepocupe, seus dados serão mantidos em sigilo.

TOP