Associação de Bifidobacterium no Tratamento da Rinite Alérgica Induzida por Pólen em Crianças

por HI-NUTRITION / 7 Agosto 2018 / Estudo Científico

A rinite alérgica sazonal (RAS), comum em crianças, é caracterizada por sintomas típicos e inflamação nasal após exposição a pólen. A asma alérgica é caracterizada por inflamação das vias aéreas e hiperatividade brônquica. Seus sintomas também são desencadeados pela inalação de alérgenos. A alergia é definida como um defeito funcional das células T reguladoras específicas para alérgenos, permitindo a polarização das T helper 2 (Th2), que produzem interleucinas, resultando em inflamação. As células Th2 produzem interleucinas que impulsionam a inflamação alérgica. Além disso, a rinite alérgica afeta a qualidade de vida em crianças e é o principal fator de risco para a piora da asma, sendo uma co-morbidade comum em asmáticos.

Os probióticos são microrganismos benéficos que podem exercer muitos efeitos imuno-modulatórios e anti-inflamatórios. Há evidências de que os probióticos promovem a produção de algumas citocinas que regulam o sistema imunológico. O Bifidobacterium breve reduz os efeitos negativos induzidos por antibióticos, restaura a microbiota entérica e melhora os sintomas de dermatite atópica. O B. longum em pacientes com RAS, demonstrou reduzir significativamente os sintomas nasais e a resposta imune de polarização de Th2. Já o B. infantis é comumente usado em formulações.

Miraglia Del Giudice et al. (2017) conduziram esse estudo placebo-controlado e duplo-cego com o objetivo de investigar se uma mistura de Bifidobacteium poderia aliviar os sintomas nasais e afetar a qualidade de vida em crianças com RA e asma intermitente. Para isso, 40 crianças com idade média de 9±2,2 anos foram randomizadas em dois grupos para receberem durante 4 semanas B. longum 3X109 UFC, B. infantis 1X109 UFC, B. breve 1X109 UFC, 1 sachê ao dia e placebo. Os sintomas da RA (Total Symptom score) e a qualidade de vida (QoL) foram avaliados no início e após o tratamento, o uso de medicamentos de resgate, como xarope de cetirizina e spray de salbutamol, também foi permitido e registrado.

·         Os indivíduos tratados com a mistura de probióticos obtiveram melhora significativa dos sintomas (p< 0,005) e QoL (p< 0,001);

·         A análise de intergrupos mostrou que os probióticos foram significativamente superiores que o placebo em todos os parâmetros.

De acordo com os pesquisadores, a mistura de Bifidobacterium foi eficaz na melhora significativa dos sintomas e qualidade de vida em crianças com rinite alérgica induzida por pólen e asma intermitente.

Michele Miraglia Del Giudice, Cristiana Indolfi, Michele Capasso, Nunzia Maiello, Fabio Decimo and Giorgio Ciprandi. Bifidobacterium mixture (B longum BB536, B infantis M-63, B breve M-16V) treatment in children with seasonal allergic rhinitis and intermittent asthma. Del Giudice et al. Italian Journal of Pediatrics (2017) 43:25 DOI 10.1186/s13052-017-0340-5.

Receba este e outros estudos direto no seu e-mail.
Preencha o Formulário e Fique Sempre Atualizado!

Não se prepocupe, seus dados serão mantidos em sigilo.

TOP