Shilajit promove aumento dos níveis de testosterona em homens saudáveis!

por INSTITUTO HI-NUTRITION / 16 Maio 2018 / Estudo Científico

Introdução

O Shilajit é usado na terapia Ayurveda, principalmente em doenças crônicas, como diabetes e também em infecções do trato urinário. Dados mais recentes mostram que está planta pode ser utilizada em casos de perda muscular e em algumas desordens neurológicas. Destaca-se também o emprego do Shilajit no manejo de desordens reprodutivas em homens.

Shilajit contém ativos biológicos como o di-benzo-alfa-pirona que agem no controle dos processos relacionados com a espermatogênese, no qual aumenta a atividade espermagênica em pacientes com oligospermia e os níveis de testosterona livre e total.

Um estudo piloto realizado em 28 pacientes com oligospermia demonstrou que 90 dias após o tratamento e comparado com a linha base demonstrou que o Shilajit melhora a espermatogênese (37,6%), contagem total de espermatozoides (61,4%), motilidade espermática (12,4 a 17,4%) e testosterona total (23,5%). Além disso, ocorreu também uma diminuição da contagem das células epiteliais quando comparado com a linha base. A dose usada neste estudo foi de 100 mg, 2 vezes ao dia.

Objetivo do Estudo

Esse estudo conduzido teve como objetivo avaliar os efeitos do Shilajit nos níveis de testosterona.

Noventa e seis homens saudáveis com idades entre 45 e 55 anos foram recrutados para participar deste estudo clínico, randomizado, placebo-controlado e duplo-cego. Os indivíduos do estudo foram separados em 2 grupos para receberem Shilajit 250 mg 2 vezes ao dia (Grupo 1) ou placebo (grupo 2).

Resultados

O tratamento com Shilajit por 90 dias consecutivos promoveu significativo (p<0,05) aumento nos níveis de testosterona total, livre e DHEA quando comparado com placebo.

Observou-se que no grupo tratado com Shilajit um aumento nos níveis de testosterona (ng ml 1) nos dias 30 (6,82%), 60 (3,09%) e 90 (20,45%) em relação ao dia '0'. O incremento dos níveis de testosterona no dia "90" foi significativo (P <0,05) em relação aos valores do dia "0". No grupo tratado com placebo, houve uma tendência decrescente significativa (P <0,05) do nível de testosterona. O nível de testosterona no grupo tratado com Shilajit no dia 90 foi significativamente melhor (P <0,05) do que os valores do grupo tratado com placebo no mesmo dia. O nível de testosterona livre (pg ml 1) no grupo tratado com Shilajit no dia 90 (19,14%) foi significativamente melhor (P <0,05) do que o valor de 0 dias e manteve a paridade com o nível de testosterona. O nível de testosterona livre do grupo tratado com Shilajit no dia 90 também foi significativamente maior (P <0,05) com os valores do grupo tratado com placebo no mesmo dia.

LH (mIU ml 1) e FSH (mIU ml 1) são hormônios inter-relacionados, que têm papel na síntese e liberação de testosterona. No presente trabalho de pesquisa, observou-se que houve manutenção do nível de LH no grupo tratado com Shilajit, enquanto o nível de FSH aumentou significativamente (P <0,004) no grupo tratado com Shilajit nos dias 30, 60 e 90 em relação aos valores basais. O resultado do FSH foi significativamente melhor no grupo tratado com Shilajit do que no grupo placebo no dia 90.

DHEAs, o precursor da testosterona, mostrou resultados interessantes com Shilajit, onde o nível de DHEAs (lg dl -1) aumentou gradualmente no dia 30 (9,14%), 60 (9,59%) e 90 (31,35%) em relação aos valores em dia '0'. Mudança de DHEAs no grupo placebo foi irregular. No entanto, o nível de aumento de DHEA no grupo tratado com Shilajit no dia 90 foi significativamente maior (P <0,05) do que o valor basal do grupo tratado com Shilajit e valor de placebo de 90 dias.

Conclusão

Os efeitos da suplementação de Shilajit foram claros no aumento dos níveis de testosterona livre, total e também na elevação do DHEA que é um precursor da testosterona. Os níveis dos hormônios FSH e luteinizante (LH) não se alteraram de maneira significativa.

Referência

Pandit S1, Biswas S1, Jana U1, De RK1, Mukhopadhyay SC1, Biswas TK1. Clinical evaluation of purified Shilajit on testosterone levels in healthy volunteers.Andrologia. 2016 Jun;48(5):570-5. doi: 10.1111/and.12482.
Epub 2015 Sep 22.

Receba este e outros estudos direto no seu e-mail.
Preencha o Formulário e Fique Sempre Atualizado!

TOP